Como prevenir e tratar o tártaro em cachorros?

O tártaro é um dos principais problemas de saúde que afetam os cães de idade mais avançada. Assim como acontece com a gente, os cães também precisam manter a higiene bucal para evitar doenças. E a melhor forma de fazer isso é realizando as escovações frequentes nos dentinhos do pet e também fazendo um controle de certos tipos de alimentos. Porém, essa prática ainda é muito negligenciada pela maioria dos tutores de pet, por isso, doenças como tártaro em cachorros são muito frequentes.

O tártaro acontece quando uma placa bacteriana se forma nos dentes dos animais devido ao acúmulo de restos de alimentos. Essa doença é a porta de entrada para outras patologias e infecções que podem causar graves danos à saúde do pet. Por esse motivo, é preciso atenção e cuidado correto.

O que é tártaro?

O tártaro é formado por uma aglomeração de bactérias em determinados pontos do dente do cachorro. Elas se alimentam dos restos de alimentos que ficam por muito tempo na boca do animal, e os espaços mais suscetíveis a isso estão entre o dente e a gengiva do bichinho.

Conforme crescem, as bactérias que formam o tártaro vão consumindo a gengiva do animal, podendo causar infecções como a meningite. Caso a doença venha a evoluir e acabe atingindo a corrente sanguínea do animal, ela pode ser levada para outras partes do corpo, como rins e coração, podendo levar à morte do seu animalzinho.

Quais são os sintomas e tratamentos do tártaro em cães?

Uma das maneiras de identificar o tártaro em cães é pelo mal hálito. Conforme a doença se desenvolve, o pet também começará a sentir dor conforme mastiga, muitas vezes chegando até a desistir de se alimentar. Manchas amareladas nos dentes e avermelhadas na gengiva também podem ajudar a identificar a doença.

Algumas raças estão mais propensas a terem essa patologia, como:

Raças de pequeno porte: esses dogs são mais suscetíveis devido ao seu esmalte dental fraco.

Cães braquicéfalos: por conta do formato da cabeça desses cães, os dentes acabam sendo mais justos, dificultando sua limpeza e facilitando a proliferação de germes.

Cães idosos: neste caso, os dentes do animal ficam mais frágeis, deixando com que as bactérias atuem com mais facilidade.

Métodos de prevenção do tártaro

Dentre os métodos de prevenção do tártaro, o mais eficaz é a escovação diária dos dentes dos pets. Porém, também existem outras coisas que você, como tutor, pode fazer para ajudar na saúde bucal do seu animalzinho: Brinquedos que ajudam na limpeza dos dentinhos e rações especiais, como a nossa linha Natural Pro Supermacio, que foi desenvolvia a partir de ingredientes naturais especialmente selecionados, para garantir o frescor e as características de um alimento completo semiúmido de alta digestibilidade. Por meio da sua textura supermacia, esse alimento é indicado para cães com paladar seletivo ou com dificuldade de adaptação ao alimento seco. Além disso, auxilia na redução do tártaro dentário por meio da inclusão de hexametafosfato de sódio, um mineral que evita o acúmulo de bactérias.

Gostou? Então, leia mais artigos do nosso blog e confira muitas dicas para melhorar vida dos seus animaizinhos.