Cachorro soltando muito pelo? Veja o que fazer!

A queda de pelo em cachorros é, muitas vezes, um processo natural. Ela ocorre assim como nos cabelos dos seres humanos: os pelos, após um certo tempo, são removidos naturalmente pelo organismo para a criação de um completamente novo. Isso ocorre com mais intensidade, normalmente, antes do inverno e no verão.

No entanto, um cachorro soltando muito pelo ao longo de várias semanas (ou seja, de maneira crônica) é um sinal de alerta para os tutores. A queda exagerada da pelagem pode indicar uma série de problemas, sendo eles graves ou não.

Mas, afinal, quais são as causas para esse tipo de problema? E como podemos identificar essa situação, diferenciando-a de uma queda normal? A seguir, responderemos essas e outras questões sobre esse assunto tão importante. Boa leitura!

O que é a queda de pelo em cães?

Como mencionado no início de nossa conversa, a queda de pelo em cães pode ser um processo completamente natural do organismo de nossos amigos. É normal que uma certa quantidade de pelagem caia diariamente. Há, ainda, uma intensificação durante a primavera e o outono, nas chamadas trocas sazonais.

As trocas sazonais ocorrem para preparar o animal para o inverno e para o verão, deixando seus pelos novos, saudáveis e na quantidade necessária para suportar as temperaturas daquele período. Os meses em que isso acontece, no Brasil, são entre abril / maio e setembro / outubro.

Como identificar se um cão está soltando muito pelo?

Normalmente, os tutores notam uma queda de pelos excessiva ao limpar a casa. É possível identificar claramente uma alteração na rotina de liberação de pelagem de nossos animais.

No entanto, nem sempre isso é possível. Nesses casos, você pode notar que o seu cão está perdendo pelo ao olhar bem para ele. Além da pelagem mais rala, muitas vezes é possível identificar pontos de “calvície” que antes não estavam ali. Sendo assim, é essencial estar sempre atento às mudanças físicas de seu pet.

Quais são as possíveis causas para uma queda exagerada?

Agora, veremos algumas das possíveis razões pelas quais esse problema pode aparecer. Confira.

Alimentação

A alimentação é um dos principais fatores que podem levar um cão a perder muito pelo, por meio da deficiência de nutrientes importantes para a sua manutenção. Por isso, é interessante oferecer uma ração de ótima qualidade e com vários benefícios (vitaminas diversas, antioxidantes, ômegas 3 e 6, entre outros) para garantir que seu amigão terá todas os nutrientes de que precisa para viver bem.

Infecções e inflamações

A primeira causa que mencionaremos hoje é a ocorrência de infecções e inflamações, especialmente as de origem cutânea (na pele), como a dermatite. Problemas sistêmicos (que atingem o corpo todo) também podem ser responsáveis pela queda de pelos, sendo um sintoma bastante frequente para várias doenças.

Reações alérgicas

Alergias — sejam elas de contato (devido a produtos de limpeza, por exemplo) ou alimentares — também são razões frequentes para que os pelos de um animal comecem a cair de maneira exagerada. Sendo assim, muitas vezes, o tratamento inicial consiste na eliminação de possíveis agentes alérgenos, identificando a causa e eliminando completamente esse fator da vida do pet.

Problemas hormonais

Alterações hormonais — como o hiper e hipotireoidismo, que afetam a glândula tireoide e são relativamente comuns no mundo animal — são outras razões comuns para a queda de pelos. Nesse caso, é comum observar falhas completas em determinadas regiões do corpo, que podem variar de animal para animal.

Alterações renais e hepáticas

Problemas nos rins e no fígado também podem gerar uma grande alteração nos pelos de seu cão. Alterações hepáticas são mais comuns em cães, enquanto as renais atingem majoritariamente os gatos. No entanto, é sempre importante checar essas funções com um exame de sangue simples, chamado bioquímico.

Uso de medicamentos

É difícil encontrar um medicamento que não apresente efeitos colaterais e, infelizmente, às vezes eles podem se manifestar mais em um animal do que em outros. Por isso, não podemos excluir o uso de certos remédios como causa de queda de pelos. Ao levar o seu bichinho ao veterinário, sempre leve, também, o nome de todos os fármacos utilizados por ele em seu dia a dia.

Presença de parasitas

Por fim, não podemos deixar de mencionar a presença de parasitas como uma causa extremamente comum para a alopecia (queda de pelos). Pulgas e carrapatos podem, além de gerar alergias e infecções na pele (causas mencionadas acima), ocasionar muito desconforto e coceira nos animais. Assim, eles se coçam bastante e, com isso, eliminam mecanicamente partes de seu pelo.

Ausência de cuidados com a higiene

A frequência ideal de banho para os cães varia muito a partir de uma série de fatores, como a raça, o estilo de vida, a idade do animal e a presença ou não de doenças. No entanto, cuidados frequentes de higiene, como a escovação do pelo e a limpeza do ambiente em que o pet vivem são fundamentais e não podem ser deixadas de lado.

O que fazer quando identificar um cachorro soltando muito pelo?

Diante de tantas possíveis causas, é natural que o caminho mais certo a trilhar quando uma queda excessiva de pelos é identificada seja levar o pet a um veterinário. Apenas esse profissional poderá identificar quais são as razões de seu cãozinho perder tanta pelagem.

O médico veterinário fará exames que o ajudarão a chegar em um diagnóstico preciso e, claro, no melhor tratamento possível para o seu melhor amigo. No entanto, é sempre possível prevenir esse problema oferecendo uma ração de qualidade (como a Natural Pro, que é rica em nutrientes e conta, também, com a presença de ômegas 3 e 6, poderosos antioxidantes) e cuidando da higiene de seu cãozinho.

Agora que você já sabe identificar um cachorro soltando muito pelo, conhece as possíveis causas para essa situação e sabe como agir diante desse quadro, fique de olho! Qualquer alteração no comportamento ou no dia a dia de seu pet deve sempre ser vista como um alerta vermelho para um potencial problema. Por isso, esteja atento!

Para mais informações sobre cuidados com os pets e vários outros assuntos relacionados ao mundo dos animais de estimação, curta a nossa página no Facebook. Com isso, você ficará por dentro de todas as novidades e publicações!