Como funciona o adestramento de cães? Saiba como fazer em casa!

Muitos tutores, quando adquirem um cão, seja de raça ou vira-lata, têm a vontade de adestrar o seu pet. A boa notícia é que esse desejo é totalmente possível de realizar. Com algum treinamento, dá para ensinar truques e obediência aos animais, para que as tarefas do dia a dia se tornem mais fáceis.

No entanto, isso requer tempo e paciência do dono, além dos conhecimentos e estratégias adequadas para adestrar o cão. Caso contrário, cometer erros e culpar o animal no momento do treino pode desviar o objetivo principal.

Pensando nisso, preparamos este artigo para ajudar você a entender como funciona o adestramento de cães, o momento ideal para fazer isso, os benefícios e as principais dicas para que seu pet responda aos seus comandos. Confira!

O que é o adestramento?

O adestramento tem como objetivo ensinar o animal a ter disciplina por meio de treinos regulares. Os truques de obediência básica, como dar a pata, sentar e deitar são feitos por muitas pessoas que desejam ter um animal educado. No entanto, a disciplina também é utilizada em alguns casos mais específicos, como os cães da polícia, que são adestrados para farejar vestígios de drogas e para proteger e guardar o humano.

Para que o animal atenda a um comando e modifique seu comportamento, é necessário que o processo de adestramento seja sistemático, contínuo e organizado, permitindo que o cão desenvolva as habilidades precisas e necessárias ao seu entendimento. Desse modo, o treino envolve um mecanismo de repetições e ações como uma forma de consolidar os ensinamentos que fazem parte do adestramento.

Hoje em dia, as técnicas mais utilizadas de adestramento consistem em reforços positivos ou adestramento inteligente. Isso quer dizer que, ao realizar o comportamento solicitado pelo treinador, o cão é recompensando com algo que ele goste — normalmente um bifinho ou biscoito.

Essa relação de acertos e recompensas é uma maneira divertida para o animal e faz com que ele assimile de forma mais rápida a informação, tendo mais eficácia nos resultados desejados pelo dono.

Quais são os benefícios do adestramento para o animal?

Ao contrário do que algumas pessoas pensam, o adestramento de cães não o deixa condicionado, pois, além de diminuir os comportamentos indesejados, a obediência aos comandos o deixa mais sociável, melhorando o relacionamento com as pessoas e outros animais por meio da educação.

O adestramento ainda beneficia o animal com a prática de exercícios físicos, ajudando na concentração e melhorando a qualidade de vida do cão. Isso colabora para o estreitamento da amizade e o entendimento da comunicação corporal entre o tutor e seu pet.

Quais são os melhores momentos para adestrar um cão?

Independentemente da idade do cão, o adestramento é recomendado. Quando filhotes, eles estão aptos a aprender desde o momento que começam a se relacionar com o ambiente ao seu redor, observando e interagindo com os objetos.

Nos cães adultos e idosos, esse trabalho pode ocorrer de uma maneira mais lenta, mas por serem mais calmos que os filhotes, eles têm mais atenção e foco aos comandos do adestrador.

Ter a presença de um profissional para adestrar não é de extrema necessidade, mas é claro que as orientações com quem tem experiência e atua na área torna o adestramento mais fácil para o dono do animal. No entanto, o próprio tutor pode ensinar alguns truques em casa, levando em conta as expectativas da família e o comportamento do pet.

Como adestrar um cão?

Pronto para aprender como realizar o adestramento de cães em sua casa? Então confira a seguir as principais dicas que separamos para você!

Ensinar a sentar

Uma das reações natural do cachorro é sentar para esperar a comida. Desse modo, pegue um petisco e deixe ele se familiarizar, colocando na mão de deixando o animal cheirar. Se ele sentar, recompense com o petisco e palavras de incentivo.

Caso esse cenário não seja tão simples e o animal não sente, ainda assim há outra maneira. Com o bifinho na mão, leve a recompensa para a parte atrás da nuca do cão, fazendo com que ele acompanhe o movimento e sente.

Contudo, alguns cães podem ainda não entender esta ação. Nesse caso, empurre levemente o peito e pressione a parte posterior ao mesmo tempo, para que o cão sente e, em seguida, ofereça a recompensa.

Durante todo o adestramento, não se esqueça de repetir com a ação o comando desejado, neste caso a palavra senta.

Instruir a dar a pata

Esse é um dos tipos de treino que muitos donos desejam no adestramento de cães. Para instruí-lo, esconda o aperitivo em uma das mãos de o deixe cheirar. Quando ele colocar a pata, tentando pegar o petisco, fale uma palavra de incentivo e dê a recompensa.

Ensinar a dar a pata requer paciência e, mesmo que o animal demore a aprender, jamais se deve julgar ou brigar, pois, assim como outros aprendizados de treinamento, esse também é um processo demorado.

Educar a deitar

Em uma das mãos, coloque o aperitivo diante do focinho e desça até o chão para que ele acompanhe o gesto e coloque os cotovelos das patas dianteiras no piso. Quando fizer o comando, diga a palavra-chave como deitar e dê a recompensa.

Ensinar a ficar

Mantenha a atenção do cão e deixe-o em uma mesma posição sem deixar que se mexa por alguns instantes. Posteriormente, mostre a palma da mão e diga “fica”, vá se distanciando lentamente e repetindo a palavra de comando para que ele entenda que deve permanecer naquele lugar. Caso o cão se movimente e tente lhe seguir, faça-o retornar ao ponto de origem e repita o processo.

Quais os impactos das recompensas e repetição no adestramento de cães?

Recompensas e palavras positivas são grandes aliadas no momento de adestrar um cão, pois ele se sente incentivado e a atenção se volta totalmente para o tutor. Os petiscos também podem ajudar e, para aqueles que têm problemas de obesidade, os grãos da própria ração podem ser usados como aperitivo.

A linha Natural Pro Super Macio, pode ser uma boa maneira de premiar o bom comportamento do cão, pois, além de ter ingredientes naturais, é um alimento completo semiúmido, de alta digestibilidade, sendo adquirido por meio de vendas online.

No entanto, vale ressaltar que as recompensas precisam ser rápidas, como curtos elogios e petiscos bem pequenos, para que não seja necessário parar e tirar o foco do treinamento.

O processo de repetição também é primordial para que o cão entenda e aprenda aquilo que o dono deseja, contudo, os treinos devem ser curtos e com intervalo de descanso para não deixar o animal cansado e fazer com que perca a atenção.

Embora o tempo varie conforme as peculiaridades de cada caso e o empenho do tutor, aproximadamente dentro de quatro meses é possível fazer o animal identificar uma ordem e obedecer a comandos simples.

O adestramento de cães é importante para a saúde do pet, uma vez que, além de obedecer ao dono e tornar um companheiro próximo, ele ainda pode se socializar outras pessoas e cães, fazendo do passeio algo agradável.

Gostou do nosso artigo? Então siga-nos também nas redes sociais, estamos no Facebook, Instagram e Youtube.