Como realizar a adaptação de gatos aos novos donos? Entenda

Quando pensamos em trazer um animal como um gato para nossa casa, devemos antes de tudo elaborar um plano de controle para o seu bem-estar. O cenário de um novo lar pode ser aterrorizante para os animais, de maneira que se torna necessário o conhecimento prévio de como realizar a adaptação de gatos aos novos donos.

Adotar um animal é realmente um momento mágico para a família. A adição de um novo membro é excitante e com certeza vai animar a vida cotidiana. Mas é um processo delicado e deve ser realizado o mais cuidadosamente possível, a fim de evitar possíveis traumas ao bichinho.

Por isso, veja a seguir uma sequência de dicas que podem facilitar nesse processo de adaptação.

O que os donos precisam fazer para adequar novos membros?

A adaptação de gatos aos novos donos pode parecer um cenário muito complicado e cheio de segredos. Mas se houver dedicação e paciência, todo o processo será feito de maneira simples e eficiente. Veja agora algumas dicas como pode ser realizado.

Preparar um cantinho para o gato ficar

Gatos têm muitos instintos selvagens, e o territorialíssimo é um que se faz muito presente. Dessa forma, os novos donos precisam estabelecer um espaço da casa que será dedicado ao animal. O felino precisa se sentir seguro e confortável, assim marcando aquele território como seu. Uma maneira simples de se fazer isso é deixando o animal por certo período no cômodo, até que o processo tenha sido realizado.

Instalar telas para que ele possa transitar com segurança

Enquanto estão ativos, os gatos sentem a necessidade de explorar e caçar. Isso faz com que nunca estejam no mesmo lugar e se aventurem pelas casas vizinhas. Durante o processo de adaptação, é necessário que ele não saia de casa, de modo que a instalação de telas de segurança seja o mais adequado para mantê-lo salvo e protegido. Tal opção é ainda mais relevante se o ambiente for um apartamento, tornando as telas obrigatórias.

Dar espaço e tempo para ele se adaptar

Pressionar não é uma boa ideia. A animação e vontade de tê-lo por perto será inevitável, mas será preciso controle. Até o animal estar totalmente familiarizado com a casa e seus moradores, não se deve cobrar sua atenção, assim evitando forçar carinho e correr atrás dele ou pegar no colo sem consentimento. Isso pode estragar totalmente o convívio e causar traumas.

Mostrar a ele onde estão a caixa de areia e o comedouro

Ao se adaptar com todo o novo contexto, ele precisa estar ciente da posição de todos os seus itens de consumo diário para evitar confusões. Sempre que possível ele deverá ser guiado pelo dono até sua caixa de areia e comedouros, até que conheça o lugar e identifique aquele espaço como o de suas necessidades.

Ter um ou mais arranhadores preparados para quando o gato precisar

O gato tem suas unhas como armas letais e, sempre que acha necessário, ele procura lugares específicos para afiá-las. Dessa forma, é recomendada a compra de arranhadores e brinquedos, pois, além de satisfazerem o animal, evitam danos aos móveis de sua casa.

Para finalizar todos os processos da adaptação de gatos aos novos donos é preciso ser ressaltada a paciência. Pode levar bastante tempo até que o gato consiga enxergar o novo lar como um lugar seguro e confortável, assim como também pode ser algo rápido. Mas o mais importante é esperar e equilibrar todas as ações para que nenhum erro ocorra e o animal saia bem no final de tudo.

Gostou do nosso conteúdo? Então assine a nossa newsletter e não perca nenhuma novidade!