Gatos podem ter diabetes?

O diabetes é uma doença preocupante em humanos e que também apresenta um número crescente de casos entre gatos. Vamos entender um pouco mais no blog de hoje. 

O que é o diabetes felino

Essa doença nos felinos é muito similar ao diabetes humano. O diabetes é um problema que consiste na incapacidade do organismo de processar a glicose e outros compostos para transformá-los em energia para o corpo e para a reprodução saudável das células.

Isso acontece porque há uma falha na produção da insulina, um hormônio produzido pelo pâncreas. Nos gatos, a doença também apresenta dois duas variações.

• Diabetes Tipo 1: é quando o próprio corpo destrói os depósitos que produzem a insulina. Neste caso, o organismo não conta com a quantidade necessário do hormônio. 
• Diabetes Tipo 2: neste caso, o pâncreas funciona normalmente produzindo o hormônio, porém, o organismo cria uma resistência à insulina. Este tipo é o mais comum nos gatos.   

Quando o corpo não transforma a glicose em energia, ela acaba se instalando na corrente sanguínea causando hiperglicemia; o corpo, por sua vez, é obrigado a retirar energia de outras células, o que desencadeia outros problemas de saúde.

Causas

Diversas são as causas da doença em gatos. Listaremos aqui alguns fatores que propiciam do desenvolvimento do problema:

• Obesidade (mais de sete quilos);
• A idade avançada;
• A disposição genética da raça (o Birmanês sofre mais de diabetes que outras raças);
• Sofrer de pancreatite;
• O uso de esteroides e corticoides em algum tratamento médico.

O diabetes é mais comum em gatos machos castrados do que em fêmeas.

Diagnóstico

Um parecer preciso deve ser dado pelo veterinário, mas há sintomas que facilitam muito a identificação do diabetes, como:

• Sede excessiva;
• Apetite voraz;
• Diminuição de peso mesmo com maior alimentação;
• Aumento da frequência e do volume de urina;
• Má aparência do pelo;
• Vômitos;
• Descuido na higienização;
• Dificuldade para saltar e caminhar por conta de uma debilidade produzida pela degeneração muscular.

Tratamento

Para os dois tipos de diabetes há tratamento para melhorar a qualidade de vida e bem-estar do seu gato.

O Tipo 1, caracterizado pela produção insuficiente de insulina, requer como tratamento injeções diárias do hormônio, cuja quantidade será determinada pelo veterinário. Já o Tipo 2, exige uma mudança na dieta do felino para a redução dos níveis de glicose.

Com o cuidado adequado e muito carinho, o seu animal de estimação recobrará a saúde e a alegria.